top of page

Black Veil Brides deu mais uma chance ao Brasil e o público teve uma recepção incrível!

Diante dos últimos acontecimentos durante suas passagens pelo Brasil, é compreensível que a banda Black Veil Brides tenha demorado quase 10 anos para retornar ao país. Na primeira visita, durante o show em Curitiba, alguns integrantes da banda estavam doentes, o que afetou significativamente a performance. Andy acabou desmaiando e caindo sobre o público, levando ao cancelamento do show. Infelizmente, a notícia não foi bem recebida pelo público e, apesar das desculpas de Jinxx, a banda enfrentou muitas vaias.


Em sua segunda passagem, no festival Monster of Rock em 2015, devido a um problema de saúde do falecido Lemmy Kilmister, da banda Motorhead, a apresentação da Black Veil Brides foi afetada novamente. Andy comunicou à plateia sobre o ocorrido, mas infelizmente isso também não foi bem recebido. Com o set encurtado, a banda mais uma vez deixou o palco ao som de vaias.


Foto: Gabriel Ramos/@gabrieluizramos


Felizmente, no dia 26 de março de 2024, a recepção à banda foi extremamente calorosa desde cedo. A fila já indicava a empolgação dos fãs, com alguns deles passando a noite esperando para garantir seus lugares na grade. Apesar de um pequeno atraso na abertura da casa, todos estavam ansiosos para entrar e aguardar o início do show.


Foto: Gabriel Ramos/@gabrieluizramos


A abertura foi marcada pela música "Opening Title", tema do filme Sweeney Todd. Quando os integrantes Andy Biersack (vocal), Jinxx (guitarra), Jake Pitts (guitarra), Lonny Eagleton (baixo) e Christian “CC” Coma (bateria) subiram ao palco e deram início com "Crimson Skies", do álbum “The Phantom Tomorrow”, a energia foi contagiante e o público ficou ainda mais animado.


Foto: Gabriel Ramos/@gabrieluizramos


O setlist foi relativamente curto, com apenas 1 hora e 8 minutos de duração, mas a banda passeou pelos principais sucessos de suas carreiras, explorando uma variedade de álbuns. Hits como "Knives and Pens", "Wake Up" e "Fallen Angels" não foram esquecidos e fizeram parte do setlist.


Foto: Gabriel Ramos/@gabrieluizramos

Durante boa parte do show, os integrantes interagiram bastante com os fãs, mantendo um contato visual evidente. Em um momento marcante, Andy Biersack até autografou um pôster no meio da apresentação. Jynxx e Jake Pitts demonstraram uma sintonia incrível, frequentemente fazendo solos de guitarra lado a lado. CC também se destacou com sua presença de palco, protagonizando um solo de bateria que incluiu até um trompete, em um momento inusitado que fez o público vibrar.


Foto: Gabriel Ramos/@gabrieluizramos

Após essa pausa, quando os outros integrantes retornaram ao palco para a conclusão do show, o público estava longe de se cansar. Havia energia de sobra para cantar o restante do setlist. Qualquer impressão inicial que o Black Veil Brides possa ter tido do Brasil foi completamente superada naquela noite. Os fãs brasileiros mostraram sua paixão incondicional, cantando com todo o fôlego, incluindo gritos, pulos e até lágrimas de emoção.


Fechando com "In the End", o público esgotou suas últimas energias, sabendo que era a despedida da banda naquela noite. Apesar do show relativamente curto, os fãs deixaram o Terra SP com o coração cheio, uma sensação de missão cumprida e um toque de nostalgia pelas memórias vividas naquela noite especial. Fotos gentilmente cedidas pelo Gabriel para o To na Grade.

Comments


bottom of page