top of page

O Último Chorinho da ACNXX no Rock in Sanca!

Pitty redefiniu sua trajetória ao encerrar sua turnê no Rock in Sanca com um novo corte de cabelo curtinho, muita pose e, principalmente, muita música incrível.


Foto: Ellen Artie/@ellenartie


Estivemos em São Caetano do Sul no sábado, dia 20 de abril, para presenciar o fechamento da turnê ACNXX. Durante toda a jornada da turnê, Pitty explorou sua trajetória e proporcionou uma dose de nostalgia para os fãs.


Desafiando o cenário do rock da época, predominantemente dominado por bandas de barbudos, a presença irreverente de Pitty se destacou como uma voz feminina poderosa, repleta de mensagens relevantes. Suas letras combinam profundidade com melodias poderosas, sendo introspectivas e engajadas ao abordar temas como amor, política e questões sociais.

Foto: Ellen Artie/@ellenartie

Seu primeiro álbum solo, 'Admirável Chip Novo', lançado em 2003, foi um grande sucesso e estabeleceu Pitty como uma das principais vozes do rock brasileiro contemporâneo. O álbum inclui hits como 'Máscara', 'Equalize' e 'Admirável Chip Novo'. Pitty recebeu diversos prêmios e reconhecimentos por seu trabalho, incluindo o prêmio de Melhor Cantora no Video Music Brasil em várias ocasiões. A turnê do ACNXX teve início em 2023 para comemorar os 20 anos do lançamento do álbum. Ao longo de sua carreira, Pitty lançou vários álbuns de sucesso, como 'Anacrônico' (2005), 'Chiaroscuro' (2009), 'SETEVIDAS' (2014) e 'Matriz' (2019).

Foto: Ellen Artie/@ellenartie

Ela é conhecida por sua versatilidade e disposição para colaborar com diferentes artistas e estilos musicais, o que enriquece ainda mais seu repertório e sua influência na cena musical brasileira. Pitty realizou grandes parcerias com Titãs, Nando Reis, Emicida, Nx Zero, Ira! e muitos outros músicos.

Carregando toda essa bagagem, a turnê manteve o equilíbrio entre nostalgia e inovação, criando uma experiência memorável e significativa para todos. O evento deste sábado contou com a produção da IKG, que escolheu o palco do espaço LIV em São Caetano do Sul.


Foto: Ellen Artie/@ellenartie

A expectativa do público era palpável quando a banda Engrennagem subiu ao palco pontualmente às 23h para agitar a galera. Escolhida pela própria Pitty, a banda de Ubatuba formada por Hilário Junior (vocal e guitarra), Will Borges (bateria), Luiz Eduardo Mendes (guitarra) e Pico (baixo) tem mais de 10 anos de estrada, e os rapazes mostraram sua essência e seguraram muito bem essa responsabilidade, fazendo o público cantar junto com músicas autorais e covers.


Um destaque especial foi a música 'Tudo por Você', escrita pelo vocalista para seu filho, contagiando a galera e fazendo todos cantarem juntos. Finalizaram com 'Mulher de Fases', mantendo a energia lá em cima. O DJ manteve o ritmo até o tão aguardado momento.

Foto: Ellen Artie/@ellenartie


Depois de um intervalo, as luzes diminuíram. O telão mostrava a silhueta desenhada da Pitty enquanto Martin Mendonça (guitarra), Kishi (baixo) e Jean Dolabella (bateria) entravam no palco e ajeitavam os instrumentos. A introdução começou com muitos gritos, pois a galera estava enlouquecida.


Foto: Ellen Artie/@ellenartie


E não era para menos, quando ela subiu ao palco elevado montado atrás da bateria, empunhando sua guitarra SG vermelha e entoando 'Teto de Vidro', todos soltaram o ar guardado nos pulmões, esperando por esse momento. Quase sem pausa, ela emendou com 'Admirável Chip Novo', e a galera acompanhou tudo com muita animação.


E a diva, como sempre, impecável! Com o novo corte de cabelo, tivemos a sorte de registrar muitas poses, performances e conteúdo para o nosso Instagram @eutonagrade.

Foto: Ellen Artie/@ellenartie

Em dado momento, ela agradeceu aos fãs, à casa, à produção, à banda Engrennagem e aos músicos... Era evidente o quanto ela estava contente em ter realizado essa turnê. Era muito claro que toda a gratidão naquele momento, não era apenas por aquele show ou apenas por aquela turnê, mas sim por todos esses anos que a trouxeram até ali.


Continuando com 'Equalize', derretendo o público - e me incluo nisso. Pitty aproveita a passarela montada à frente do palco e praticamente desfila, ficando mais próxima do público. A vibe era de estarmos juntos em um momento realmente íntimo; ela conseguiu envolver a todos.

Depois, partindo para um ritmo mais forte, ela cantou 'Lobo', novamente com sua guitarra. Subiu no palco elevado para entoar 'Emboscada' e 'Do Mesmo Lado', fazendo várias poses através de um tecido e agitando ainda mais a galera. Em seguida, seguindo a ordem do disco, veio 'Temporal', com uma vibe mais acústica, onde todos ali absorveram a letra que fala sobre a importância de viver cada minuto e deixar para trás o que não serve mais.

Foto: Ellen Artie/@ellenartie

Ela deu uma pequena pausa para falar sobre a importância de reconhecer e prestigiar seus ídolos, como Raul Seixas, e com muito orgulho de carregar o título de nordestina, cantou um trecho de "Asa Branca".


Depois desse momento, ela cantou 'Só de Passagem' com uma postura bem imponente. Isso faz você entender a letra; tudo é um grande espetáculo, todas as partes se complementam: a letra, a melodia e a performance.

Foto: Ellen Artie/@ellenartie

E quando começou 'I Wanna Be', que até então não era uma das minhas favoritas (reparem que falei, não era), continuei gravando plenamente. Até essa deusa parar na minha frente, sentar, olhar, dançar e cantar 'Alguém me interne no paraíso, preciso urgentemente dar um tempo por lá. O dia passa e eu perco o juízo…' Eu sei que perdi sim o juízo e foda-se, tudo que achei que estava controlando até aquele momento, já era! Morri!

A Pitty gostou tanto do vídeo que até respostou em seu feed

Diria que continuei trabalhando normalmente, mas não seria verdade. Entreguei os pontos e curti 'Semana que Vem' como uma fã apenas. Pitty anunciou que essa era a última música do disco, mas que ainda havia hits para a galera antes de finalizar seu show.

Ainda sem estruturas, mas me recuperando, acompanhei com empolgação 'Sete Vidas' e 'Memórias'. Novamente tivemos uma interação rápida, que ficará para sempre em minha memória.

Foto: Ellen Artie/@ellenartie

Encerrando o show com 'Pulsos', 'Na Sua Estante' e 'Me Adora', Pitty agradeceu ao público e antes de partir jogou as palhetas que restaram para o público. Este show foi pura nostalgia, revivendo em cada um de nós as emoções da juventude. Renovados, podemos aceitar que um ciclo se fechou para iniciar outro, com a expectativa de que tenhamos tantas lembranças boas, possamos acompanhar nossos ídolos realizando seus sonhos e saibamos aproveitar cada momento único que ainda está por vir.

Setlist:

Sim! Ganhamos a última setlist da Tour 💜 e de brinde uma palheta 💅


Comments


bottom of page